As grandes produtoras de games sempre usam trailers para os lançamentos de novos jogos, assim é possível ter uma ideia da história e, principalmente, do visual gráfico de última geração. Porém, isso não é certeza de que o jogo será um sucesso. Recentemente, games com gráficos mais simples e boas histórias estão ganhando cada vez mais espaço no mercado e no coração dos fãs. Estes jogos estão inclusive em uma própria categoria, que são os indie games.

Lançados em 2013, o Xbox One e o Playstation 4 são os dois principais consoles de videogames desta geração. Segundo dados da Electronic Arts, eles venderam um total de 103 milhões de unidades até o final de 2017 e a expectativa é que esse número cresça para 130 milhões até o fim deste ano. Em reportagem que fizemos sobre o mercado dos games, foi possível observar melhor como existe um domínio de equipamentos que estão prontos para rodar gráficos de última geração.

No entanto, a venda de jogos online e indies não está perdendo espaço. Pelo contrário, já que hà muita escolha de jogos mais simples e com boas histórias ou boa jogabilidade. Produções como Braid, Bastion, Hotline Miami e Fez estão entre os jogos mais vendidos online. Alguns deles conseguindo ultrapassar marcas de produtoras gigantes do mercado, como foi o caso do jogo Bastion e as 3 milhões de cópias vendidas.

Gráficos simples, porém excelentes jogos

O jogo Minecraft, lançado em 2009, é sempre o melhor exemplo para jogos na categoria indie. Com gráficos básicos e uma ideia inovadora, a produtora Mojang conseguiu criar uma verdadeira febre no mundo dos games. Logo depois, a empresa foi vendida para a gigante Microsoft por mais de 2 bilhões de dólares, como prova maior do potencial de jogos com gráficos mais simples. A ideia do jogo é um mundo criativo, onde é possível construir qualquer coisa com blocos, seja uma casa ou uma espada. O game virou uma febre no YouTube, onde conseguiu atingir em cheio o público. Recentemente, Minecraft ainda conseguiu o incrível recorde de 79 milhões de jogadores online em apenas um mês.

Mas, o caso de Minecraft não é único. Na mesma categoria de jogos, é possível citar outros de gráficos simples, mas que são um sucesso de vendas. Super Meat Boy é um game de plataforma 2D, que tem algumas semelhanças com Super Mario, e que foi um sucesso quando lançado em 2010. Recentemente, fizemos uma avaliação do indie game Bad Land, que vem com uma proposta diferente para jogos online e que tem agradado. Outro que entraria na mesma categoria é Limbo, um game também de plataforma com um visual diferente e que fez sucesso no Playstation e no Xbox.

Existe também uma categoria muito forte que é a voltada para os fãs de card games. O conhecido Magic: The Gathering, criado em 1993, passou para o universo online em 2002 pelas mãos da produtora Wizards of the Coast. É um jogo que mistura fantasia com cartas. Outro a fazer sucesso com estilo parecido é o Hearthstone da Blizzard, que tem como tema o universo da conhecida produtora. Porém, hoje o principal card game no mercado, com vendas que ultrapassam um milhão de cópias, é Slay the Spire. Criado pela produtora Mega Crit, o jogo está disponível apenas para PC. Saindo da fantasia e indo para jogos de carta mais tradicionais, em sites como o do Betway é possível jogar blackjack e outros jogos de cartas online. Já o tradicional Uno também ganhou um site para jogar online. Ele tem uma versão na internet pelas mãos da gigante Ubisoft.

Bons apenas nos gráficos

E se já vimos que existem jogos simples e de sucesso, também é possível citar alguns fracassos de games que prometeram muito com gráficos de última geração. É o caso emblemático de Ryse: Son of Rome para Xbox One. Após muita expectativa criada pelos belos trailers e gameplays, o jogo foi uma verdadeira decepção para os fãs, principalmente pela falta de enredo e conteúdo. Ou seja, era um jogo bonito e com pouco a oferecer. Outro que entra nessa história é Resident Evil 6, que prometeu muito nos vídeos antes do lançamento, mas decepcionou os fãs da série com um dos piores jogos da franquia.

Seria possível citar vários outros, como o promissor e logo depois decepcionante No Man’s Sky, porém a verdade é que conseguimos concluir como no mundo dos games não existe receita pronta. Além de gráficos, também é importante um conteúdo e uma boa jogabilidade. Então, nunca se tem qualquer garantia de um jogo bonito. Seja um indie de fantasia, algo simples que é possível jogar no próprio browser da internet, ou até os famosos jogos de tiro com gráficos de última geração, a verdade é que um game de sucesso pode sair de qualquer lugar.

Avalie este post!
[Total: 0    Média: 0/5]

Comente via Facebook

Nerds comentaram